Trabalhei loucamente, mas cadê o meu dinheiro?

FACE SITE

Você trabalha, trabalha, trabalha, deixa de dar atenção para outras coisas da sua vida por causa do seu consultório, da sua clínica e mesmo assim não vê o dinheiro sobrar?

Nós iremos te ajudar a sair desse terror sem fim, apresentando alguns princípios de gestão financeira para o seu consultório e clínica.

Então continue lendo, para aprender mais sobre:

📌 O dentista também é uma empresa
📌 Entidades: você e empresa
📌 Pagamento dos clientes
📌 Os dois tipos de inadimplências
📌 O faturamento da empresa
📌 O que é pró-labore
📌 Despesas fixas x custos operacionais
📌 O lucro da empresa
📌 Reinvestimento da empresa
📌 O dinheiro do dentista x O dinheiro da empresa

Gostou do que vem por aí?

Então siga este mapa e as orientações abaixo para melhorar a gestão do seu consultório ou clínica.

Quer baixar o mapa do Dinheiro do Dentista? Clique no botão abaixo, coloque seu email principal + seu nome e imprima e cole em um lugar visível para você nunca esquecer! Seu email estará seguro conosco, não enviaremos spame você fará parte da família O Dentista Digital e receberá gratuitamente nossos conteúdos, novidades, dicas e sacadas! Faça o download e vamos continuar!!!!

infografico dinheiro do dentista

Você, dentista, é uma EMPRESA!

A mudança de mentalidade é o primeiro passo para que você consiga mudar seu comportamento. Uma empresa não precisa ter um CNPJ para assim ser considerada. Então lembre-se que, mesmo sendo um dentista sozinho em um consultório de uma cadeira apenas, você é uma empresa.

Portanto, o dinheiro que você recebe do seu paciente, primeiramente é da sua empresa, não é seu!

Se você pegar este dinheiro e simplesmente colocar dentro do seu bolso para depois pagar o jantar mais feliz da vida, saiba que você estará roubando sua empresa, e contribuindo para a sua falência.

Partindo do princípio que tocamos nosso negócio é baseado na honestidade com nossos clientes, fornecedores e equipe, o maior princípio para ter sucesso na gestão financeira da sua própria empresa é a honestidade consigo mesmo.

resultados

A SEPARAÇÃO DAS ENTIDADES É O PRIMEIRO PASSO NA INSTALAÇÃO DA GESTÃO FINANCEIRA

Entidade X: Você – dentista e empresa

Entidade Y: Você – pessoa (pai, mãe, marido, esposa)

Tenha uma conta corrente separada para cada entidade, por menor que seja sua empresa. Separe a gestão das finanças empresariais das pessoais.

No entanto, algumas pessoas se recusam a fazer isso devido ao pagamento de duas taxas de manutenção das contas. Além de consumir um tempo para conseguir abrir e organizar as contas.

Mas, depois de ter todas as receitas e gastos da empresa separados da sua conta pessoal, você conseguirá enxergar coisas que antes não conseguia.

Lembre-se que não pode ser medido, não pode ser gerenciado!

Organizar a movimentação em uma conta só é um trabalho insustentável quando seu giro começar a aumentar.

Muitos dentistas não veem gestão como trabalho. Para esses dentistas, trabalho costuma ser atendimento na cadeira apenas.

É necessário TEMPO dedicado a verificar extratos bancários, dar baixa nos pagamentos dos pacientes, controlar comprovantes de pagamento das suas despesas, classificar os gastos, transferir tudo para o software ou planilha…

Mentalize isso: gestão também é trabalho.

Afinal, sem ela, você não terá nem mesmo o mínimo de dinheiro para sustentar sua profissão.

O PAGAMENTO DO CLIENTE

É evidente que, para a empresa ter um faturamento e poder sobreviver, é preciso que os clientes paguem. Mas é muito comum os dentistas trabalharem tanto a ponto de se perderem no controle dos pagamentos dos pacientes.

E se você atende convênios, tem que ficar atento quanto ao preenchimento e envio das Guias (GTOs) para o correto pagamento pela prestadora odontológica. Garanta que você será pago pelo trabalho que realizou! Leia aqui nosso artigo sobre 7 passos importantes que você precisa saber antes de se credenciar.

DOIS TIPOS DE INADIMPLÊNCIAS

Existe a inadimplência inerente a qualquer negócio, afinal, sempre vão ter os clientes submetidos à imprevistos financeiros que vão acabar realmente não tendo dinheiro para te pagar.

Existe também a inadimplência causada por negligência com a gestão. Esta sim você pode solucionar!

E como solucionar isso?

Defina processos

dentista processos
Para uma restauração adesiva ter sucesso são necessários alguns passos que devem ser seguidos À RISCA.

A gestão do seu consultório/clínica também funciona assim!

Fazer uma restauração sem aplicar o ácido, é tão desastroso quanto começar um tratamento sem ter entregado ao paciente uma formalização do financeiro daquele tratamento.

Segredos Revelados Odonto Ebook

Faça um passo a passo, desde a primeira consulta, o momento da apresentação do plano de tratamento, o orçamento até o fechamento e pagamento.

E treine toda a equipe para que todos ajam em prol de não permitir que um paciente saia do consultório/clínica sem saber o quanto, quando e como vai pagar.

Defina um tempo determinado para a gestão

dentista gestão
Pode ser um período por semana, um dia por semana, alguns minutos por dia.

Acompanhe o financeiro dos pacientes, organize pagamentos e comprovantes de pagamentos, alimente seu software ou planilha e avalie os relatórios a partir dessas informações.

Você só fica bom naquilo que você dedica tempo!

O FATURAMENTO DA EMPRESA

É muito comum perguntar o quanto um dentista ganhou em um mês, e ele falar de peito cheio, o valor bruto em reais, do faturamento da empresa (o total de dinheiro que entrou naquele mês).

É até bem animador sentir que “ganhou” todo aquele dinheiro. Mas saiba que o faturamento é uma medida financeira isolada que não corresponde ao que o dentista levará para casa.

O faturamento da empresa não é o seu salário, nem o seu pró-labore, nem o seu lucro. É simplesmente a soma de todo dinheiro que entrou na empresa.

Agora, temos que subtrair os custos operacionais e despesas fixas.

Está gostando do artigo?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as novidades do Dentista Digital>

O PRÓ-LABORE DO DENTISTA

Este é um assunto extremamente polêmico para os dentistas e merece um artigo só sobre isso.

Mas para facilitar, vamos partir deste princípio: se você construiu seu consultório sozinho, você tem uma empresa e você é o único sócio (mesmo sem toda aquela burocracia de ter um CNPJ).

O pró-labore é uma despesa fixa da empresa, ou seja, todo mês você precisa se pagar. É o seu salário. Ele tem uma data para ser pago, e precisa ser registrado na sua planilha ou software! Não é só pegar e colocar no bolso!

pro labore dentista

O valor do seu pró-labore deve ser o mesmo valor que você pagaria para outra pessoa exercer a função que você exerce.

Pesquise e veja que, em qualquer empresa sólida, os sócios (independente se é um ou se são vários) recebem um pró-labore referente ao trabalho que cada um exerce naquela empresa.

Então, defina este valor tendo a lucidez de não deixar os seus gastos pessoais interferirem nesta decisão. Não são os seus desejos pessoais que vão definir o quanto de dinheiro você tira da empresa.

Mas como ganhar mais do que um salário fixo por mês?

Você pode definir se pagar através de um pró labore variável, de acordo com a sua produção no consultório, em forma de comissão. Se você produz mais, ganha mais! E temos um artigo aqui sobre como começar a cobrar consultas.

Ouça abaixo uma autoridade em negócios falando exatamente sobre isso, o Flávio Augusto, no episódio 26 do GV Cast: “tem muito cara que é assaltante da sua própria empresa, vai sangrando sua própria empresa até ela morrer.”

DESPESAS FIXAS x CUSTOS OPERACIONAIS

despesas do dentista

Tenha TODOS os gastos da empresa anotados e classificados nessas duas categorias.

As despesas fixas são todos os gastos que não mudam (muito) de acordo com a quantidade de pacientes atendidos, como por exemplo, funcionários, aluguel da máquina de cartão de crédito, IPTU, taxas da prefeitura, condomínio, aluguel, manutenção dos equipamentos.

Mencionei o “muito” porque nas despesas fixas teremos despesas semi fixas também. O consumo de luz e água, por exemplo, aumenta um pouco se você atender mais pacientes.

Mas para facilitar, consideraremos esses gastos que variam pouco, como despesas fixas.

Já os custos operacionais são os diretamente proporcionais à quantidade de pacientes atendidos. Os mais comuns são: protético, materiais de dental, impostos e as taxas da operadora de cartão de crédito.

LUCRO

lucro odontoFinalmente temos o lucro!

Mas esse lucro ainda é da empresa, não é seu!

Antes de qualquer coisa, destine uma parte para reinvestimento na empresa, outra para o caixa da empresa, e por último para você, se sobrar.

O maior erro de gestão financeira dos dentistas é pegar, além do pró labore, o lucro todo para ele.

Assim, instala-se o caos.

MAS COMO ASSIM REINVESTIR NA EMPRESA?

quadro reinvestindo dentista

O reinvestimento no seu consultório/clínica deve ser destinado primeiramente a itens que façam com que a sua empresa fature mais. Isso depende muito do seu público alvo.

Existem várias possibilidades, ou mesmo uma mistura delas:

  • Consultórios e clínicas novas que ainda estão construindo a sua clientela precisam de marketing externo.
    Invista em saídas que conduzam os potenciais clientes para dentro do seu consultório.
    Alguns exemplos são sinalização externa, publicações em revistas regionais, materiais impressos de divulgação, marketing digital, parcerias com empresas da região, credenciamento a cooperativas.
  • Alguns consultórios/clínicas não precisam tanto de novos pacientes, mas sim um aprimoramento na gestão para que o rendimento aumente.
    Neste caso são muito bem vindas as consultorias (financeira, recursos humanos, marketing), cursos de capacitação dos funcionários e dos dentistas.
  • Você pode também apontar para um público de maior poder aquisitivo.
    Para isso, é necessária adequação física do consultório/clínica, investimento em equipamentos, formação de equipe para aprimorar o atendimento ao cliente.
  • Se você está numa situação boa saiba que, até mesmo para manter seus clientes, você precisa reinvestir na empresa.
    Faça a pintura das paredes para garantir a imagem de um ambiente limpo, troque aquele sofá desgastado da recepção, faça um curso de aperfeiçoamento na sua área. Não se acomode!

CAIXA DA EMPRESA: QUANTO EU DEVO TER GUARDADO?

dinheiro odonto

O valor guardado deve ser baseado nas suas despesas fixas.

Tenha guardado o valor correspondente a pelo menos 3 meses de despesas fixas do consultório (Apenas de despesas fixas! Não despesas fixas + custos operacionais). O ideal mesmo seria correspondente a 6 meses.

Este caixa vai servir de proteção para momentos nebulosos, como uma queda repentina no movimento de pacientes no consultório, com consequente queda do faturamento. O dinheiro do caixa vai cobrir a conta neste período, para que não precise entrar no cheque especial e iniciar uma dívida.

Segredos Revelados Odonto Ebook

O caixa também vai dar ao empresário, poder de negociação com os fornecedores para que você consiga preços melhores por ter o dinheiro à vista. Assim você consegue fazer economias que podem fazer toda a diferença no final do mês.

E FINALMENTE O SEU DINHEIRO: O DINHEIRO DO DENTISTA!

pro labore e lucros dentista

Você recebeu o pró-labore lá no começo, assim como os funcionários receberam seus salários.

Depois de feita todas as contas, de você ter definido o faturamento, subtraído dele as despesas fixas e custos operacionais obtendo o LUCRO, e separado o dinheiro para o caixa da empresa e o reinvestimento na empresa, pode ser que sobre para você, sócio.

O ideal é que a distribuição do lucro para os sócios deve acontecer, no máximo, duas vezes ao ano.

Assim você prioriza o caixa da empresa e o reinvestimento nela!

Sua empresa é sua galinha dos ovos de ouro, cuide dela!

 


Ufa! Seria possível escrever um artigo longo sobre cada item mencionado aqui.

O objetivo agora é que você consiga enxergar o cenário como um todo. Assim você conseguirá encontrar com mais facilidade aonde está o problema.

Tudo isso para que você não seja o cara perdido no labirinto, mas o dono dele!

labirinto dentista

Que você esteja numa posição que consiga enxergar o labirinto lá de cima!

Em um consultório em andamento, realizar todos esses processos não é tarefa fácil. Mas quanto mais você demorar para começar, mais vai demorar para conseguir ter uma boa gestão financeira.

Se você ainda não tem um consultório e está se planejando para começar a exercer a profissão, tenha este mapa lá no seu escritório. Começar da forma correta é a melhor opção, gera menos perdas materiais e de tempo.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O MAPA DO DINHEIRO DO DENTISTA!
Imprima e cole em um lugar visível para você nunca esquecer! 

E tem alguma dúvida? Pergunte abaixo ou mande um email para juliana@odentistadigital.com.

Comente, compartilhe, sugira! O seu feedback é nossa motivação e guia para a produção de mais conteúdo que contribua para Odontologia como um todo, assim como para cada dentista individualmente.

Afinal, dentistas realizados e bem-sucedidos formam uma Odontologia de melhor qualidade para toda a população.

Ah, e para você que chegou até aqui, segue um bônus valiosíssimo: um trecho do livro Investimentos Inteligentes, do Gustavo Cerbasi:

Investimentos_Inteligentes

“Quando alguém monta um negócio em qualquer ramo, normalmente é feito um esforço imenso nos primeiros meses ou anos desse negócio, para que ele cresça e se destaque dos demais. Quem o vê como um investimento percebe que não se deve retirar lucros ou dividendos de uma pequena empresa nos primeiros meses, pois esse pequeno negócio precisa contar com toda a capacidade de reinvestimento possível. Em vez de retirar como lucro o caixa que sobra dos poucos negócios iniciais, o bom investidos investe seus ganhos em marketing, treinamento, melhoria do atendimento e automação dos processos. Somente quando o empreendimento “engrena”, ou seja, quando começa a funcionar em velocidade de cruzeiro, é que o bom investidor começa a colher os frutos do seu plantio. (…) Parece fácil colher os frutos, mas é porque não observamos o sacrifício do plantio. Se você pensar em montar uma empresa e entendê-la como um investimento que precisará de um período de maturação, estará no caminho certo.”

Faça sua pergunta ou deixe seu comentário